Elementais da Água

[Elementais da Água][bleft]

Elementais da Terra

[Elementais da Terra][twocolumns]

A Elemento Terapia


Enquanto a ciência médica inventa remédios de patentes que mudam incessantemente como as modas das mulheres, há uma antiquíssima Sabedoria Médica, que tem a sua origem nos primeiros fundamentos do mundo, que jamais mudou suas fórmulas. Esta Sabedoria Divina se conserva em Santuários afastados da civilização materialista. Esta Sabedoria Médica é guardada zelosamente pelos Mestres da Sabedoria em lugares secretos, inacessíveis aos “mercadores do Templo”.

Com as fórmulas exatas dessa arcaica Sabedoria Médica se pode curar todas as enfermidades, ainda chamadas de incuráveis. A lepra, a sífilis e o Câncer são insignificantes como jogo de crianças ante o terrível poder do médico gnóstico que maneja a vida. Gnose é o nome dessa antiga Sabedoria Médica que desde a aurora da criação jamais tem mudado suas fórmulas, que são exatas como uma tábua pitagórica. Nelas comunga a Ciência, a Mística e a Arte régia dentro de um conúbio divino. Essas fórmulas têm seu fundamento na Elemento-Terapia, que é a arte régia da natureza porque nos ensina manipular as criaturas elementais dos vegetais, antigamente conhecidos com os nomes de silvanos, dríadas, hamaditagas e faunos. Estes elementais das plantas são os Dussis de Santo Agostinho, as Fadas da Idade Média dos irlandeses e os Ânimes dos sábios médicos gnósticos, de nossos fraters índios da Serra Nevada de Santa Marta.

O insigne Mestre Paracelso dá o nome de Silvestres aos elementais dos bosques e de Ninfas aos das plantas aquáticas. Nos livros sagrados de todas as religiões antigas, encontra-se amplamente exposto o santo simbolismo vegetal. Basta-nos recordas a Árvore da Ciência do bem e do mal do Jardim do Éden, símbolo terrível da força sexual, na qual se acha a redenção ou condenação do homem. Chamo esta ciência de Elemento-Terapia, a arte régia da Sabedoria médica que é tão antiga quanto o mundo. A terapêutica gnóstica é mística, simbólica, alquimista. O Elemental da planta alegra-se quando o amamos e enche-se de dor quando o ferimos. O organismo físico dos elementais da natureza é análogo ao humano. A respiração das plantas realiza-se por meio das traquéias de Malphigi, composta de uma fita celular enrolada em espiral, dotada de contração e expansão.

As plantas inalam anidrido carbônico e exalam oxigênio; as raízes lhes servem de estômago e com seu sêmem emulsionam os elementais da terra, transformando-os em Arcanos Inefáveis da substância de Deus. Esses Arcanos são os instrumentos utilizados pelos elementais das plantas para curar o doente, porém, isto só acontece quando o médico gnóstico preenche os três requisitos indispensáveis: Amar a Deus e ao próximo, ritual perfeito e diagnóstico exato. A Elemento-Terapia ensina o médico gnóstico manipular os elementais vegetais. A Elemento-Terapia é a Sabedoria que lhe permite manejar a vida.

http://cavaleirosdomonteserrat.blogspot.com.br/
Poste Um Comentário
  • Blogger Comente usando Blogger
  • Facebook Comente usando Facebook
  • Disqus Comente usando Disqus

Nenhum comentário :


Oráculos

[Oráculos][threecolumns]

Cristais

[Cristais][grids]

Elementais

[Elementais][list]

Animais de Poder

[Animais de Poder][bsummary]