Elementais da Água

[Elementais da Água][bleft]

Elementais da Terra

[Elementais da Terra][twocolumns]

Flores e Magia Elemental


O assunto desta postagem vai parecer um tanto místico para alguns, mas o que seria de nós se estórias, mitos e lendas não fossem contados e recontados. Mito ou verdade, não importa. Vamos conhecer um pouquinho sobre os seres elementais e deixar nossa imaginação viajar pelo universo destas figuras mágicas.

Tudo começa na Europa, onde nasceu, em 1493, um medico suíço conhecido como Paracelsus. Filho de médico, o Dr. Hohenheim que foi seu primeiro mestre em Latim, Botânica, Medicina e... Alquimia.

Paracelsus foi uma personalidade controversa em sua época, porém seu legado foi tão abrangente que é por muitos considerado o pai da medicina hoje chamada holística ou medicina integral, como vocês preferirem. 

A visão da saúde como um equilíbrio energético do corpo, a importância da fé na cura e a inter-relação do homem com tudo que o cerca são apenas alguns dos conceitos que Paracelsus elaborou. Isso há mais de 500 anos!

Lembrando também que Paracelsus descreveu e aplicou, entre outras, a teoria das três substâncias, SULPHUR, SAL e MERCURIUS, e dos quatro elementos, FOGO, TERRA, AR e ÁGUA.

Para este criativo alquimista, da mesma maneira que a natureza visível é habitada por um número infinito de seres, sua contraparte invisível e espiritual é também habitada.

Trata-se de seres peculiares também conhecidos como espíritos da natureza. Gnomos, Ondinas, Silfos e Salamandras, cada grupo vinculado a um elemento da Natureza. 

Paracelsus aceitava a ideia de que estas criaturas eram realmente vivas, invisíveis para nós humanos devido ao subdesenvolvimento dos nossos sentidos, capazes apenas de sentir os elementos mais densos.
Os seres elementais são compostos por uma substância chamada de éter. Não o éter químico, mas uma substância peculiar que permitiria a estes seres ocuparem um lugar entre os homens e os espíritos.

Assim como os anjos das hierarquias mais altas, os elementais canalizam a energia do Criador, a tensão divina que faz o mundo existir. Vivemos sob a cúpula da luz do anjo da guarda, representante da ligação entre nós e o resto do universo e ao Criador que nos dá a existência. Os seres elementais também retransmitem esta energia divina, porém o fazem para um vegetal, um mineral ou um animal.
Os Gnomos são os espíritos da terra, as Ondinas, espíritos das águas; os Silfos, elementais do ar e as Salamandras, espíritos do fogo.

Elementais da Terra: Gnomos e Duendes
Os Gnomos ficaram senhores do reino mineral e os Duendes responsáveis pelo reino vegetal. Os Gnomos governam e preservam o corpo da terra, mantêm o equilíbrio das forças naturais do planeta e cuidam que todas as necessidades diárias dos seres vivos sejam atendidas.

Elementais da Água: Ondinas, Sereias e Ninfas
As Ondinas ficaram com os riachos, fontes, no orvalho das folhas, sobre as águas e musgos. As Sereias com as águas dos mares e as Ninfas, que seriam ondinas menores, encontram-se em tal estado de suavidade e leveza que parecem levitar sobre as águas. Estes elementais fazem um trabalho sério com os oceanos, rios, lagos e pingos de chuva, que fazem sua parte na reforma do corpo físico da terra e do ser humano. Governam os ciclos da fertilidade e do elemento ou corpo da água.

Elementais do Fogo: Salamandras
Elas reinam no elemento fogo e guardam os mistérios e segredos deste elemento primordial. Precisamente em que ponto o fogo físico, indefinido e difícil de controlar, se transforma em fogo sagrado no plano etéreo. Veja o coração sagrado dos santos, o fogo do Espírito Santo. Mesmo levemente tocado pelos cientistas nucleares, o fogo está firmemente seguro nas mãos das Salamandras.

Elementais do Ar: Silfos, Dríades e Fadas
Eles reinam no ar, nos ventos e têm a sensibilidade muito acentuada e modelam as nuvens com suas brincadeiras. Já as Fadas estão ligadas a terra e ao ar. São alegres, joviais e minuciosas, mas podem desenvolver aspectos negativos como reprovação às maldades humanas.

Os Silfos servem o domínio dos céus, da purificação do ar e do sistema de pressão do ar. Isto tudo é percebido nas mudanças alquímicas do tempo e nos ciclos de fotossíntese e precipitação. Estes elementais do ar são mestres que expandem e contraem seus corpos de ar de níveis microcósmicos a macrocósmicos, sempre mantendo a chama para o reino da mente.

Fontes: Vida e Obra de Paracelsus, Sociedade das Ciências Antigas

https://rotafloral.blogspot.com.br
Poste Um Comentário
  • Blogger Comente usando Blogger
  • Facebook Comente usando Facebook
  • Disqus Comente usando Disqus

Nenhum comentário :


Oráculos

[Oráculos][threecolumns]

Cristais

[Cristais][grids]

Elementais

[Elementais][list]

Animais de Poder

[Animais de Poder][bsummary]